Criatividade: Procure pela segunda resposta

maio 1, 2008

Um dos mais importantes motivos que levam ao envelhecimento das organizações e à perda de competitividade é a tendência natural de enxergar os problemas, e tentar resolvê-los, através do prisma do passado. As premissas e idéias que fizeram sentido no passado podem não ser as mais adequadas para enfrentar os desafios do presente.

Quando as pessoas têm um problema, elas usualmente se contentam, com a primeira resposta certa que encontram. De um modo geral, a primeira resposta é simplesmente a repetição de respostas que deram certo no passado. Isto pode ser satisfatório em algumas situações, mas se você quiser inovar é necessário ir além das respostas usuais e procurar por uma segunda resposta certa, ou uma terceira, quarta e outras mais. A primeira resposta costuma ser o que funcionava antes, mas provavelmente não será uma boa resposta para os novos desafios. As outras respostas costumam ser mais criativas e explorar novos caminhos até então ignorados ou mesmo evitados.

Há uma historia entre os índios americanos que ilustra o que foi dito acima. O velho curandeiro tinha a tarefa de indicar aos guerreiros as trilhas que eles deviam seguir para caçar animais e suprir alimentos para a tribo. Ele orientava os guerreiros traçando as trilhas de caça num couro de búfalo.

Quando a caça nessas trilhas se esgotava e começava a faltar alimentos, os guerreiros procuravam o velho curandeiro para que ele consultasse os espíritos e indicasse novas trilhas. Ele pegava um couro e o colocava ao sol para secar. Em seguida, fazia suas orações e desdobrava o couro que estava cheio de estrias e sulcos. Ele marcava alguns pontos de referência e usava estas estrias e sulcos do couro seco para traçar ao acaso novas trilhas; um novo mapa estava pronto. Ele sabia que a coisa certa a fazer era obrigar os guerreiros a saírem das velhas trilhas a que estavam acostumados e se aventurarem por regiões inexploradas.

Seguindo sempre a mesma trilha, você irá aos mesmos lugares onde sempre foi e terá o que sempre teve. No caso de caça, terá cada vez menos.

O que sua equipe tem obtido com as respostas e soluções de seus problemas? Mais, a mesma coisa ou menos? Já não estaria na hora de procurar novas trilhas e novas respostas?

Artigos relacionados:

Bloqueios à criatividade

Criatividade e intuição

Pensamento Lateral: como se libertar dos bloqueios mentais

Como lidar com os bloqueios à criatividade

Faça sua escolha: voe com as águias ou ande com as galinhas

Se gostou deste artigo,ou para receber novas publicações.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: