Como lidar com os bloqueios a criatividade

Bloqueio a criatividadeComo explicar as grandes diferenças nas habilidades de lidar com os bloqueios à criatividade entre pessoas de mesma formação e trabalhando num mesmo ambiente? Há muitas razões, mas uma das mais importantes parece ser a diferença de percepções sobre a natureza dos obstáculos encontrados. Embora trabalhando em condições idênticas, as pessoas vêm os obstáculos de formas diferentes e chegam a conclusões distintas sobre suas capacidades para superar estes obstáculos. Diferentes percepções levam a diferentes atitudes mentais, que levam ao sucesso ou ao fracasso.

O Modelo de Gerenciamento de Bloqueios

Frank Navran desenvolveu um modelo original para identificar estas diferenças de percepções e ajudar as pessoas a superar os bloqueios à criatividade. Segundo Navran, as percepções das pessoas sobre os obstáculos caem em quatro categorias:

Categoria 1 – A Parede de Alvenaria

Alguns obstáculos são realmente inalteráveis. Há coisas no mundo real que inibem nossa criatividade e desempenho e que não são fáceis de mudar: a estrutura da empresa, escassez de recursos, juros altos, legislação restritiva, crises econômicas, infra-estrutura deficiente, taxas de câmbio, burocracia estatal, etc. Estes são fatores que afetam o desempenho e limitam a inovação de produtos e processos, mas estão fora do controle individual e coletivo. São como paredes de alvenaria: reais e inamovíveis.

Categoria 2 – A Divisória

A segunda categoria de obstáculos são aqueles que podem ser administrados mediante esforço, tempo, dinheiro, pessoal adicional e outros recursos. Um indivíduo isolado pode fazer algum tipo de progresso na superação destes inibidores de desempenho e criatividade. Um pequeno grupo de pessoas pode obter um pouco mais de progresso. E, mais importante, este tipo de obstáculo pode ser administrado na sua maior parte ou totalmente se os supervisores e gerentes se envolverem.

Este tipo de obstáculo pode ser comparado com uma divisória: se empurrada pela base pode ser movida um pouco, mas se empurrada num nível mais alto pode ser derrubada. Os trabalhadores precisam de ajuda para remover estes obstáculos reais.

Categoria 3 – A Parede de Papel

Lembre-se do grande painel de papel que o palhaço atravessa para deleite da platéia do circo. Até ser testado, este obstáculo parece ser impenetrável. No ambiente de trabalho temos vários exemplos, como a suposição de que o chefe não vai aprovar, que a ideia não será apoiada por outro departamento, que contraria a política da empresa, que vai contra a maneira como as coisas sempre foram feitas, etc.

Estas suposições nem sempre são verdadeiras, não passando muitas vezes de temores infundados, e que podem ser eliminados mediante uma boa conversa. Comunicação franca e leal costuma ser a melhor atitude para lidar com estes bloqueios. Enquanto não for testado, este obstáculo é tão efetivo em bloquear a criatividade e reduzir o desempenho como os outros dois primeiros, que são reais.

Categoria 4 – A Mentalidade

Este tipo de obstáculo é o mais perturbador de todos. Representa uma atitude mental rígida que predetermina a interpretação e a resposta da pessoa a um desafio ou situação. É fruto de crenças, preconceitos e percepções não comprovadas. Quando as pessoas acreditam que elas não conseguem, elas não conseguem. São obstáculos imaginários, mas fortemente alienantes e inibidores da criatividade. Geralmente, estes são os obstáculos mais comuns e que caracterizam as pessoas pouco criativas e de baixo desempenho.

Interpretando o modelo

As pessoas lidam de maneiras muito diferentes com os obstáculos que elas encontram. As muito criativas e de alto desempenho, não são geralmente impedidas por muitas coisas que bloqueiam o caminho das pessoas de desempenho médio ou baixo. Elas são mais pró-ativas ao lidar com os desafios. Elas gostam de testar os obstáculos para ver em que categoria eles caem. Elas tendem a envolver os gerentes no trato dos obstáculos das categorias 1 e 2 e cuidar elas mesmas dos obstáculos das categorias 3 e 4.

As pessoas de desempenho médio, de outro lado, podem ser paralisadas de muitas maneiras. Algumas podem tentar de maneira desastrada remover os obstáculos da categoria 1 sem ter o poder para tal. Elas podem dedicar muito de seu tempo e energia na tentativa de remover sozinhas os obstáculos da categoria 2, sem contudo obter resultados que valham o esforço.

As pessoas de fraco desempenho podem apresentar uma extensa lista de obstáculos que as impedem de realizar alguma coisa, especialmente quando se trata de mudanças. Elas têm infindáveis razões para explicar o seu baixo desempenho.

Como usar o modelo

Você pode realizar um exercício para ajudar as pessoas de baixo e médio desempenho a remodelar suas atitudes mentais e a desenvolver comportamentos mais pró-ativos e criativos.

  1. Inicie a reunião com a pergunta: “Quais são alguns dos obstáculos que estão impedindo a realização das coisas (melhoria da qualidade, da produtividade, do trabalho em equipe, etc) por aqui?”. Defina o tema e deixe o grupo fazer o brainstorming das suas respostas. É recomendável apresentar ao grupo as regras de uma sessão de Brainstorming.
  2. Escreva as respostas num flip-chart sem editá-las, exatamente como foram faladas. Quanto mais repostas, melhor. Se as respostas ficarem lentas, faça algumas perguntas para estimular o grupo. Pergunte, por exemplo: “Que tal as relações entre os departamentos?“.
  3. Assim que tiver uma lista satisfatória, explique o modelo de Gerenciamento de Bloqueios, descrevendo as quatro categorias.
  4. Volte ao flip-chart e peça ao grupo para categorizar cada um dos obstáculos listados.

O que eles descobrirão é que cerca de 80% dos obstáculos cairão nas categorias 3 e 4, ou seja, bloqueios que estão dentro da cabeça das pessoas e que elas mesmas podem resolver. Além disso, as pessoas de alto desempenho e mais criativas apresentarão sugestões de como lidar mais efetivamente com a categoria 2. Você, como gerente, cuidará da categoria 1; alguns obstáculos da categoria 2 poderão ser tratados por uma equipe, que incluirá algumas das pessoas de baixo desempenho.

Tome o cuidado para que a equipe trate de problemas específicos e saia do seu caminho, deixando que ela procure suas próprias soluções.

Fonte: Este artigo é uma adaptação de Managing Roadblocks de autoria de Scott Simmerman (http://www.squarewheels.com)

No meu livro Criatividade Aplicada você encontrará tutoriais detalhadas de 16 ferramentas de criatividade, incluindo o Brainstorming, que ajudarão sua equipe a enfrentar e solucionar criativamente os problemas encontrados.

Comprar livros

6 comentários sobre “Como lidar com os bloqueios a criatividade

  1. Olá Jairo, bem oportuno este texto, vou aplicá-lo em grupo que pertenço no qual sou mediador.

    Obrigado

    Ronaldo

    Curtir

  2. Olá Jairo

    Apesar de cadastrada há muito tempo, sou nova no Via6 na experiência de fazer parte dess comunidade e me comunicar com os outros membros, por isso não sei bem se esse é o espaço certo para lhe dizer que gostei do artigo, instigante e desafiador pelo que nos propõe de mudança.
    Gostaria de trocar idéias sobre um dos seus interesses, que é a minha praia – Mediação de conflitos, e quem sabe aprender mais com sua experiência.

    Abraços
    Márcia Gama – Recife

    Curtir

  3. Marcia,

    Me interessa muitíssimo a troca de idéias sobre mediação de conflitos. Não sou um especialista no assunto, mas minhas atividades me levaram a lidar freqüentemente com situações de conflitos. Em breve, publicarei neste blog alguns artigos sobre negociações criativas.

    Um abraço,

    Jairo

    Curtir

  4. Olá!! Gostei muito desse texto Jairo, acho que nos dias de hj quanto mais trocarmos ideias, as portas vão se abrir p/ todos.

    bjs

    Curtir

  5. olá JAIRO achei muito interessante o seu site ele me ajudou muito em um trabalho escolar .
    espero que você renove cada dia mais, para aprendermos melhor a nos desenvolver.

    fique com DEUS….

    mayara

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.