Criatividade e Inteligência

janeiro 29, 2007

Como desenvolver minha criatividade?

A criatividade envolve a transformação de nossos talentos, conhecimentos e visão em uma nova realidade externa original e valiosa. É a habilidade de combinar elementos existentes, conceitos, técnicas, objetos e materiais, para gerar novas idéias e soluções para os desafios e problemas de nosso dia-a-dia. Por exemplo, Gutenberg combinou a prensa de uvas e os moldes de cunhar moedas para produzir sua impressora. Do esmagamento de uvas ele isolou e extraiu o conceito “prensa”; da cunhagem de moedas extraiu o conceito “gravação”; combinou-os e os transferiu para a impressão de livros.

Esta habilidade pode ser desenvolvida. Para tanto, devemos estar cientes de que ela resulta da combinação de vários fatores internos e externos ao indivíduo:

  1. As características individuais como: Personalidade – a disposição para correr riscos; Temperamento – a capacidade de enfrentar críticas e incompreensão e persistir em seus planos; Motivação – o firme desejo de fazer algo diferente, ignorar a multidão e explorar novos caminhos, profundamente e sem restrições; Habilidades Mentais – os talentos e as inclinações naturais que definem nossas habilidades de produzir valor.
  2. Harmonia entre seu trabalho e suas habilidades intelectuais: acerto na escolha de um campo de atividades que lhe ofereça a oportunidade de exercer plenamente seus talentos e inclinações.
  3. Competência profissional: o domínio dos conhecimentos necessários ao pleno exercício de suas atividades. Contudo, não se deve ignorar que muitas soluções criativas são resultantes da combinação de conceitos e conhecimentos de diferentes campos de atividades. Escapar dos estreitos limites de sua especialização pode ampliar significativamente sua capacidade criativa.
  4. Ambiente de trabalho que estimula a procura de novas idéias, valoriza as contribuições para criação de novos processos e produtos e combate todas as formas de bloqueios à criatividade.
  5. O conhecimento do processo criativo: como funciona e quais as suas etapas, que obstáculos podem bloquear nossa mente e que técnicas podemos usar para superá-los.

Habilidades mentais – O conceito de múltiplas inteligências

Creio que a condição mais importante para o desenvolvimento de nossa capacidade criativa seja a compatibilidade entre nossas habilidades mentais e nossas atividades. Só podemos nos tornar criativos quando há harmonia entre nosso trabalho, nossos talentos e nossas competências pessoais.

A verdadeira criatividade é impossível sem alguma medida de paixão. O melhor modo de ajudar as pessoas a maximizar seu potencial criativo é permitir que elas façam algo que amam.
Teresa M. Amabile: Creativity in Context

As habilidades mentais resultam do nosso perfil de inteligência e expressam a capacidade de raciocinar, compreender idéias, resolver problemas e aprender. A visão tradicional de inteligência tem sido fortemente desafiada nos últimos anos, especialmente pela Teoria de Múltiplas Inteligências de Howard Gardner. Segundo Gardner, ao invés de haver um único tipo de inteligência, as pessoas são vistas como possuidoras de um conjunto de tipos de inteligências relativamente independentes. Esta teoria explica as diferenças de habilidades entre as pessoas para lidar com assuntos distintos como matemática, música, comunicação verbal ou escrita. Em seus estudos, Gardner identificou nove tipos de inteligências:

Lógica: Habilidade de pensar logicamente, reconhecer padrões e trabalhar conceitos abstratos. Mais associada ao pensamento científico e matemático. Aqui se encontram os engenheiros, matemáticos e cientistas.
Musical: Capacidade de distinguir sons e de criar, interpretar e apreciar música. São as habilidades apresentadas por compositores, músicos e dançarinos.
Naturalista: Apresentada por aqueles que são talentosos em observar, entender e organizar categorias, especialmente as encontradas na natureza. Inclui naturalistas, botânicos e bibliotecários.
Intrapessoal: Encontrada em pessoas introspectivas e intuitivas. Capacidade de autoconhecimento e de interpretar seus sentimentos, medos e motivações. Exemplos: escritores, psicoterapeutas e conselheiros.
Existencial: Pessoas voltadas para questões fundamentais da existência: Qual o meu papel na família, no trabalho ou na comunidade? Hábeis em relacionar detalhes com o todo, como os filósofos e teólogos.

Múltiplas inteligências
Espacial: Habilidade de visualizar objetos e dimensões espaciais e de criar imagens internamente. Abrange a sensibilidade a cores, linhas, formas, espaço e as relações que existem entre estes elementos. Compreende também a capacidade de se orientar em grandes espaços como metrópoles, florestas, mares e desertos. Neste grupo estão os escultores, arquitetos, urbanistas e navegantes.
Lingüística: Habilidade para usar palavras e a linguagem verbal e escrita. Habilidade para falar diversos idiomas. Linguagem como meio de guardar e lembrar informações. Aqui estão incluidos escritores, jornalistas, poetas e oradores.
Interpessoal: Habilidade para entender as intenções, desejos e motivações dos outros. Habilidades de comunicação, relacionamento e persuasão. Políticos, religiosos, professores e vendedores.
Cinestésica: O conhecimento do corpo e a habilidade de controlar seus movimentos. Potencial de usar o corpo para dança e esportes, como dançarinos, mímicos e desportistas.

Estas inteligências não são mutuamente excludentes, agem combinadas e se reforçam mutuamente. Cada pessoa apresenta uma combinação única de inteligências em tipos e graus. Esta combinação define as habilidades criativas do indivíduo, isto é, a sua capacidade de lidar com problemas e oportunidades. Algumas pessoas são compositores criativos, mas podem ser um fracasso como atletas ou ter dificuldades para se relacionar com outras pessoas. Há tantas formas de criatividade quantas são as possíveis combinações dos nove tipos de inteligência.

Criatividade e inteligência

A teoria de Gardner traz uma visão nova e esclarecedora sobre a relação entre criatividade e inteligência e como podemos aprimorar nossas habilidades criativas. Podemos considerar que a criatividade resulta não somente do nosso nível de inteligência, mas também do nosso perfil de inteligência e da escolha de um campo de atividade compatível com este perfil. A criatividade floresce quando há paixão pelo trabalho, e somente há paixão quando temos a oportunidade de seguir nossa vocação e aplicar nossos talentos.

Artigos relacionados:

Criatividade e intuição

Criatividade e motivação

Se gostou deste artigo,ou para receber novas publicações.

Anúncios

24 Respostas to “Criatividade e Inteligência”


  1. Foi muito agradável ler este artigo. Sou aluna do 12ºano e estou a desenvolver este tema nas minhas aulas de Psicologia. Procurava novas visões de exclarecimento sobre a matéria e encontrei este blog que correspondeu com as minhas necessidades. Têm um trabalho muito bem exposto e organizado o que, pelo menos para mim, entendida minimamene na matéria, foi muito esclarecedor.


  2. Sónia,

    Muito obrigado pelo gentil comentário. Volte sempre, procurarei manter este blog à altura das gentilezas de meus amigos leitores. Como você, já tenho vários leitores de Portugal, o que me dá uma especial satisfação.

  3. Philipp Vitor Says:

    Não tendo grande conhecimento sobre o tema, achei o artigo interessante e esclarecedor. No entanto, minha questão inicial era: de que maneira influencia a criatividade a inteligência? (e não o contrário)
    Ficaria muito grato se me pudesse responder à questão.


  4. Philipp,

    Como a criatividade influencia a inteligência? Entendo que o ato de criatividade é um exercício de uso de sua inteligência. Quanto mais você se envolve em atos criativos, mais você usa seus recursos mentais, criando assim um ciclo virtuoso de aprimoramento de suas habilidades mentais. Não me sinto seguro em afirmar que o exercício da criatividade aumenta sua inteligência. Creio que este exercício continuado resulta, no mínimo, no melhor uso de seu potencial.

  5. Elizabeth De Leo Says:

    O artigo traz o conceito das nossas diversas inteligências e sugere a coexistência delas no nosso dia-a-dia. A partir deste modelo, descarta-se o modelo padrão do que é ser inteligente, respeitando-se as diferenças e habilidades de cada ser humano.
    A criatividade, na minha opinião, é o resultado do livre exercício das nossas inteligências, quando percebemos algo que não mais nos completa ou agrada. Este respeito pelo diferente que está no outro é também uma ótima prática de vida harmônica e próspera.

  6. Tito Lívio de Oliveira Says:

    Seu site já está na minha lista de favoritos.

    Eu o encontrei quando buscava desesperadamente por respostas de como nossa cabeça funciona e como melhorá-la.

    Sempre tive um desempenho medíocre na escola e na vida, mas sempre acreditei de que é possível a superação se houver fé e muito esforço. Tanto que tenho desenvolvido habilidades fantásticas e reconhecidas em certas áreas do meu trabalho. Prova de que estou no caminho certo.
    O caminho é longo e há muito que aprender. Graças a Deus!
    O importante é o desenvolvimento constante.

    Um abraço!


  7. Tito,

    Obrigado pelo Favorito.

    O filosofo grego Sócrates aconselhava: ” Conheça-te a ti mesmo”. Com isto ele queria dizer que todo desenvolvimento pessoal começa pelo conhecimento de nossa força interior como também de nossas fraquezas. Com estes conhecimentos podemos traçar a rota para realizar nossos sonhos.

  8. Luana Pavanelly Says:

    Adorei o texto acima, espero que não demore muito as pessoas se interessarem por este tipo de assunto e colocar em prática em suas vidas afinal trata-se de um processo de renovação de idéias e inclusive deveria ser aplicado no programa educacional..


  9. realmente tem que ser muito inteligente e criativo ,coisa que nem todos tem mas gostaria de saber mais a respeito.

  10. andre luiz Says:

    eu achei muito bom pq tudo mundo aprende

    é so isto qui tenho a dizer deste documentario

  11. Bruno Gomes da Silva Says:

    Eu achei que é muito legal e muito criativo

  12. MARIA CIDINEIDE DA SILVA MARINHO Says:

    PRIMEIRO DO QUE TUDO,QUERO AGRADEÇER A QUEM ESCREVEU O TEXTO POIS NESSE EXATO MOMENTO ESTAVA ME QUESTIONANDO PORQUE A DESMOTIVAÇÃO,POIS NESTE TEXTO,FOI MOSTRADO PRINCIPALMENTE PARA MIM,QUE MAIS UMA VEZ EU TENHO QUE PERSISTIR,TENHO QUE TER MUITA FÉ EM DEUS,E REALMENTE MUITA FORÇA DE VONTADE QUE É O QUE NÃO ME FALTA.
    GOSTARIA MUITO DE DIZER TUDO QUE RELACIONA A MINHA OPINIÃO MAS SE EU FOR ESCREVER PASSAREI A NOITE ESCREVENDO E TALVEZ NÃO TERMINARIA.
    DEIXO A TODOS O MEU AGRADECIMENTO.

  13. Dercilene Pereira de Oliveira Says:

    Eu achei muito importante este artigo, e gostaria de saber mais sobre ele e muito interessante obrigado

  14. Dayanne Nogueira Says:

    Gostei muito do assunto Criatividade e Inteligência, tirei pra mim coisas muito interessantes e gostaria de saber mais a fundo sobre esse artigo, obrigada!

  15. Danielle Says:

    Obrigado por se lembrar!!

    Entrei no endereço que enviou e lie eu artigo sobre Criatividade e inteligência. Extremamete útil.
    Me ajudou bastante.

    Obrigadíssimo

    Abraços


  16. Você possui uma iluminação divina, não se esconda em mostrá-la, solte-se e não fique preocupado em brilhar.
    Você é o ser que Deus queria que fôssemos.
    Pare de se esconder e seja mais espontâneo.
    Pra começar, sugiro que retire o óculos para fotos.
    O resto é na reflexão pura e simples.
    A meditação ajuda muito.
    O senhor o ilumine ainda mais.
    estou sem tempo, estou terminando um livro de Ansiedade e fobia Social. Vou colocar três historinhas divertidas sua.
    Vai sua referência.
    Responda se sentir no coração.
    Drª Leila Sara/USP


  17. À noite, com mais tempo quero escrever se conseguir de tão maravilhoso que é o teu trabalho.
    Continue assim.
    Sei que não continuará, vai alçar altos escalões na elevação do SER HUMANO.
    Até mais.
    Drª Leila Sara


  18. Cara Leila Sara,

    Seus comentários transbordam generosidade. Grato pelo caloroso incentivo. Um grande abraço.

    Jairo


  19. Foi surpreendente, encotrá-lo falando sobre a parceria Criatividade e Inteligência. Pelo que li, trata-se de um material enriquecedor sob o ponto de vista do desenvolvimento neuronal, emocional da criança.
    Os educadores não tem noção de que esses dois aliados podem propiciar. Quer desenvolver suas estrsuturas de pensamento e ou inteligência, brinque e ainda mais, imagine.

  20. Sandra Mônica Winkelmann Says:

    JAIRO: REALMENTE ESTE ARTIGO É BASTANTE ESCLARECEDOR!!

    PARABÉNS,

    SANDRA MÔNICA


  21. Já sabe, para que servem os comentários se o que produz é dez.
    Quando procuro inovador e inteligente, esbarro e defronto-me com você.
    Como tem a mente produtiva!
    Seus artigos são inovadores e límpidos, claros.
    Parabéns Jairo
    Drª Sara

  22. Santos juinor Says:

    De vez em quando precisamos de abraços em nossas almas pesadas, precisamos de afagos em nossas mentes pertubadas, precisamos de inspiração para manter o curso de nossa existência, precisams de homens e mulheres que façam valer a pena viver e provando que criatividade -como diz neste arquivo-está implantada em cada homem e mulher, desde que este(ou esta) não ponha objeções em liberá-la.Que artigo instrutivo!
    Abraços….
    Estou escrevendo um livro e isso me ajudou bastante…….
    obrigado…

  23. Milton Silva Says:

    Parabéns pelo website. Interessante por permitir trocar informações.


  24. […] os tipos de inteligências do modelo de Múltiplas Inteligências de Howard Gardner (veja o artigo Criatividade e Inteligência neste […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: